Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Francesinha

Neste blog vou falar de tudo o que me passar pela cabeça, coisa positivas, desabafos, curiosidades, preocupações, outros.

A Francesinha

Neste blog vou falar de tudo o que me passar pela cabeça, coisa positivas, desabafos, curiosidades, preocupações, outros.

14/08/14

Experiencias da vida - Visita ao Hospital

Na Terça-feira acompanhei a minha mãe às urgencias, e passamos horas e horas à espera, sabendo que, quando a receptionista viu o estado da minha mãe tinha percebido era urgente. Chegamos as 15h, as 16h40 ela entrou para as analises de sangue, e até as 19h50 ficou na maca com apenas um saco com agua e vitaminas (não era soro, e não sei como se chama isso aqui em França) e fez um Raio X e apenas as 20h30 foi-lhe concedido um quarto. Nenhum médico veio falar conosco, apenas enfermeiros, ou seja não sabiamos o que ela tinha, ou quanto tempo ficaria, NADA.

 

No dia seguinte, voltei para visita-la, então fui a receptionista para dar o meu nome (mostrar meu b.i ou algo do genero para poder visitar) mas, não foi preciso, eu disse "bom dia" (ela nao responde) e disse que queria visitar tal pessoa, ela apenas disse "está bem" (nem me indicou onde era nem nada - felizmente que eu já sabia). Ao chegar ao quarto, a minha mãe diz-me que não comeu nada (fui visita-la as 15h, ela nao tinha comido nem à noite, nem ao meio-dia) então como é normal, fui pedir explicações à enfermeira que tinha passado medir a febre da minha mãe (mediu a febre e foi embora, nem pergunta ao paciente se precisa de algo ou que, nao , nada) então eu simplesmente perguntei "boa tarde, porque é que a minha mãe não comeu?" e ela arrogante responde "Não comeu porque não quis! Pusemos o prato perto dela e ela não comeu!"...  - Eu acho que, estando no hospital, os doentes deveriam ser obrigados à comer, para o bem deles, melhorarem mais depressa...então eu pedi que na proxima vez a obrigassem a comer.

Pouco depois, passado 1h veio uma enfermeira (que parecia médica) que passou para ver o estado da minha mãe, perguntou-lhe se estava bem, se sentia algumas dores, se tinha comido, e ao ouvir que minha mãe tinha dores foi buscar comprimidos.

 

Hoje voltei ao Hospital, e mais uma vez, não precisei de dizer nada à receptionista, naquele hospital podemos ir onde queremos que ninguém pergunta nada (nem tem camaras de vigilancia, as enfermeiras estão no corredor a falar sem se importar com quem entra ou sai dos quartos), não gosto disso, parece que não há "segurança"... enfim, pelo menos hoje a minha mãe comeu, foi obrigada a comer e começaram o tratamento hoje (apenas hoje). Quando estava lá, um médico veio, apresentou-se e perguntou se nós tinhamos alguma dúvida, se sabiamos o que se estava a passar etc (apenas hoje!)  Infelizmente a minha mãe terá que ficar lá no minimo 1 semana.

 

Não gostei da atitude dos poucos enfermeiros que vieram, mal falam para os utentes, mal falam para a familia,( tudo bem que estão fartos de ver certas situaçoes todos os dias, mas o bem estar do doente é importante)  e eu realmente não sinto que eles estejam a cuidar bem dela...mas  bom, temos que os deixarem fazerem o trabalho del

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.