Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Francesinha

Neste blog vou falar de tudo o que me passar pela cabeça, coisa positivas, desabafos, curiosidades, preocupações, outros.

A Francesinha

Neste blog vou falar de tudo o que me passar pela cabeça, coisa positivas, desabafos, curiosidades, preocupações, outros.

26/09/15

Desabafos ...

Como devem saber, nasci em França, e em Outubro 2004 fui viver em Portugal. No inicio as coisas correram bastante mal e até aos meus 15 anos, nada se arranjava. Não eram problemas de integração, nem financieiros, eram mais do tipo "familiar", problemas em casa, que eu sempre destestei de falar sobre isso.

Quando finalmente as coisas se acalmaram e que começei a voltar a gostar da vida, a criar mais laços com amigos, estudar o que gostava, tive que vir embora.

Na altura fiquei magoada com os meus pais, que não me deixaram escolha, que dizeram " se não vêm todos, ninguém vai" coisa que meu irmão não gostou de ouvir disse-me "se não formos por causa de ti, nunca te perdoarei", não tive escolha e vim para França.

No inicio, tive um pouco de problemas a aceitar, e logo no inicio tivemos mais problemas, então os 2 primeiros anos foram dificeis.

A familia: com problemas, e eu não me sentia no meu lugar. Fazia amizades, tentava suportar o que se passava em casa, mas para ser sincera, sentia-me cada vez mais mal, deprimida.(faltava às aulas, não falava muito, etc)

Até que, o 12ano começou a ser melhor que os outros. Em casa as coisas tinham se acalmado, e eu ja estava habituada a vida aqui, sempre a mesma coisa. Habituei-me a fazer de conta que confiava nos outros, e a não dar muito valor às amizades (medo de as perder) então era amiga de todos.

Este ano: tudo mudou !  

Eu tinha ganhado medo das mudanças, e finalmente, fiz uma outra grande mudança: universidade, viver longe dos pais.

Hoje, ja nao ha problemas em casa, tudo se acalmou, e eu, que estou noutra cidade, gosto do que estou a estudar, gosto do ambiente, da nova cidade.

Foi uma boa mudança.

No inicio ao chegar em França, sentia-me revoltada. Mas hoje, dou-me conta que se tivesse ficado em Portugal, coisas como universidade: nunca teria sido possivel, coisas como ter uma casa: nunca seria possivel.

O estado financieiro dos meus pais era diferente, e não ha muitas ajudas em Portugal.

Claro que tudo o que era amizades e a vida que levava la, ainda me causam saudades todos os dias, mas por outro lado, ja não me sinto tão presa ao Portugal. Ja começo a VIVER realmente em França e à gostar.

hd_wallpaper_14267.jpg

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.